Publicado por: Bianca Oliveira | abril 30, 2009

Pedido de uma criança a seus pais

Não tenham medo de serem firmes comigo. Prefiro assim. Isto faz com que me sinta mais seguro.
Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo o que peço. Só estou experimentando você.
Não deixe que eu adquira maus hábitos. Dependo de vocês para saber o que é certo ou errado.
Não me corrija com raiva na frente de estranhos. Aprenderei muito mais se falarem comigo com calma e em particular.
Não me protejam das conseqüências de meus erros. Às vezes eu preciso aprender pelo caminho mais áspero.
Não levem muito a sério as minhas pequenas dores. Necessito delas para obter a atenção que desejo. Não sejam irritantes ao me corrigirem. Se assim fizerem eu poderei fazer o contrário do que me pedem.
Não me façam promessas que não poderão cumprir depois. Lembrem-se de que isto me deixará profundamente desapontado. Sou facilmente levado a dizer mentiras.
Não me mostrem um Deus vingativo. Isto me afastará dele.
Não desconversem quando faço perguntas, senão serei levado a procurar as respostas na rua todas às vezes que não as tiver em casa.
Não se mostrem para mim como pessoas infalíveis. Ficarei extremamente chocado quando descobrir um erro seu.
Não me digam simplesmente que meus receios e medos são bobos. Ajude-me a compreendê-los e vencê-los.
Não digam que não conseguem me controlar. Eu me julgarei, então, mais forte que vocês. Não me tratem como uma pessoa sem personalidade. Lem rem-se de que eu tenho meu próprio modo de ser.
Não vivam apontando os erros das pessoas que me cercam, isso vai criar em mim, mais cedo ou mais tarde o espírito de intolerância.
Não se esqueçam que eu gosto de experimentar as coisas por mim mesmo. Não queiram me ensinar tudo.
Não desistam nunca de me ensinar o bem, mesmo quando eu pareça não estar aprendendo. Insistam com amor e energia. Insistam através do exemplo e no futuro vocês verão em mim o fruto daquilo que plantaram

Publicado por: Bianca Oliveira | fevereiro 6, 2009

PROJETO BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS!!!

PROJETO: BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS DE ONTEM E HOJE

JUSTIFICATIVA:

Proporcionar as crianças momentos de convivência saudável, amiga, criativa e construtiva; pois através da brincadeira a criança atribui sentido ao seu mundo, se apropria de conhecimentos que a ajudarão a agir sobre o meio em que ela se encontra.

OBJETIVOS DO TRABALHO:
• Aumentar o repertório de brincadeiras infantil,
• Participar de situações de socialização,
• Participar de jogos que sejam trabalhadas regras em grupo,
• Construção de brinquedos com sucatas,
• Registrar de diferentes formas o brincar.

OBJETIVOS DIDÁTICOS:

– Ampliar as possibilidades expressivas nas brincadeiras, jogos e demais situações de interação.
– Explorar e identificar elementos da musica para se expressar, interagir com outros.
– Produzir trabalhos de arte utilizando a linguagem do desenho, da pintura, da colagem e da construção.
– Participar de variadas situações de comunicação oral.
– Participar de diversas situações de intercambio social.
– Estabelecer algumas relações entre o modo de vida característico de seu grupo social e de outros grupos.

CONTEÚDOS:

Movimento:
• Utilização expressiva intencional do movimento nas situações cotidianas e em suas brincadeiras.
• Percepção de estruturas rítmicas para expressar – se corporalmente por meio de brincadeiras.

Natureza e Sociedade:
• Participação em brincadeiras, jogos e canções que digam respeito às tradições culturais de sua comunidade e de outros grupos.

Música:
• Participação em situações que integrem músicas, canções e movimentos corporais.

Artes:
• Exploração dos espaços bidimensionais e tridimensionais na realização de seus projetos artísticos.
• Exploração e utilização de alguns procedimentos necessários para construção.

Linguagem Oral e Escrita:
• Uso da linguagem oral para conversar e brincar.
• Observação e manuseio de materiais impressos como livro e revistas.
• Valorização da leitura como fonte de prazer e entretenimento.
• Participação em situações cotidianas

Publicado por: Bianca Oliveira | outubro 16, 2008

Nas primeiras duas semanas a papa deve ser feita com um tipo de legume e um tipo de folha. Depois que a criança já tiver experimentado vários tipos de legumes e folhas, você pode misturar até três tipos de cada grupo.

Primeira papinha – (para as primeiras duas semanas)

Ingredientes
– meia cenoura média
– duas folhas de alface
– um pedaço pequeno de cebola
– um pouco de salsa bem picadinha
– uma pitada de sal
– uma colher rasa das de café de óleo de milho ou girassol

Modo de fazer
Lave bem a cenoura e as folhas de alface. Coloque um pouco de água filtrada para ferver – o suficiente para cozinhar os ingredientes. Depois que a água entrar em ebulição, coloque a cenoura com casca, o alface, a cebola, o sal e o óleo. Cozinhe em panela de pressão ou em panela comum com tampa. Deixe cozinhar até que a cenoura fique macia. Tire a casca da cenoura e amasse com um garfo, juntamente com a cebola e as folhas de alface. Acrescente a salsinha.

Dicas
– A cenoura pode ser substituída por outro legume e as folhas de alface por outro tipo de hortaliça. Alguns exemplos: mandioquinha com espinafre; abóbora com repolho; beterraba com agrião; chuchu com couve.
– Use sempre cebola ou alho para cozinhar os alimentos. O mesmo vale para o óleo, a salsinha e o sal.

Atenção!
Fica a critério do seu pediatra a consistência da papinha que deve ser oferecida ao bebê bem como o seu processamento final. Ou seja, se os alimentos serão passados em peneira, amassadinhos ou em grãos.

COMPARAÇÕES: UM ERRO QUE PAIS E PARENTES COMETEM EM RELAÇÃO ÀS CRIANÇAS

Angela Cristina Munhoz Maluf


Sem qualquer maldade, nós adultos, pais e parentes cometemos alguns erros, de vez em quando com relação aos nossos filhos ou outras crianças. Não podemos esquecer que as crianças são grandes observadoras e tiram suas conclusões a seu modo. Devemos ter muitos cuidados quando as crianças estiverem presentes, pois um dos erros que cometemos é o das comparações.

Muitas vezes quando estamos preocupadas com o insucesso de nossos filhos, tecemos comparações entre eles e os filhos da vizinha, de amigos ou mesmo de parentes.

Todas a vezes que mesmo sem malícia, falamos: “Olhe o filho (a) de fulana, ou olhe o seu primo (a), como ele (a) procede de maneira diferente…, ele (a) não faz isto, etc.”

Estamos provocando grandes revoltas e constrangimento no filho (a), pois ninguém gosta de ser comparado (a), entende que não deve ser comparado (a) a ninguém.

Há uma explicação para isto. Cada ser humano é um ser à parte, diferente dos outros seres.

Cada qual tem seus problemas, suas dificuldades, suas reações, que não são iguais àquelas dos outros seres.

Isto define bem os traços típicos de cada um. Todas as vezes que somos colocados em comparações, o episódio causa verdadeiro desagrado e mal-estar.

O retorno provocado por isso pode trazer desajustamento e situações embaraçosas aos pais.

Em lugar de comparar, devemos estimular, animar os filhos para que eles vençam determinadas dificuldades e aprendam a analisar seus próprios atos para deles tirar todas as lições possíveis.

Nossos filhos são diferentes dos filhos da vizinha, das amigas, das cunhadas, ou de quem quer que seja. Embora pareçam iguais nas travessuras ou nos erros, cada um deles é um ser diferente e com vontade própria.

O ser humano deve decidir o que faz, decidir livremente e decidir com sua consciência. Ele é responsável pelos seus atos. A educação que devemos dar aos nossos filhos é uma educação rumo a responsabilidade, em lugar de uma educação autoritária.

Isto ajuda nossos filhos a que eles mesmos decidam, encontrem o caminho entre o certo e o errado.

Existe apenas um método para convencer a criança sobre o certo e o errado, é lembrá-la permanentemente que é ela somente ela a responsável por tudo o que faz.

Com a evolução intelectual da criança, já se inicia essa demonstração.

Nada de comparações, pois é melhor mostrar onde está o erro, onde se encontra a falha e contribuir para que isto se conserte.

Estimular sempre, comparar nunca.

Publicado por: Bianca Oliveira | agosto 31, 2008

QUANDO O BEBÊ TEM CÓLICAS?

Cólicas no Bebê

Momentos que atormentam os bebês e preocupam os papais. A presença de cólicas atinge 50% dos recém-nascidos e desaparece por volta dos 3 meses.

As causas ainda não foram descobertas pelos médicos, mas acredita-se que o problema seja decorrente da imaturidade do sistema gastrointestinal, além de outros fatores que podem colaborar, como por exemplo, o ar aspirado pelo bebê durante a amamentação e alimentos ingeridos pela mamãe que causam fermentação durante a digestão.

Algumas características são típicas no recém-nascido

– Apersenta o rosto avermelhado.

– Chora muito, pára e após minutos chora novamente.

– Se retorce.

Não há medicação para tratar as cólicas. E os analgésicos são contra-indicados.

Existem medidas preventivas que os pais podem fazer para ajudar

– Massagens na região do abdômen para eliminar os gazes.

– Fazer o bebê arrotar para expelir o ar que entrou enquanto ele mamava.

– Compressas com fralda aquecida ou bolsa de água quente sobre a região da barriga.

– Fazer exercícios com as pernas do bebê.

– Ficar atento à alimentação.

Dica : Muitas mamães dizem que chás de erva-doce e de camomila ajudam, mas não devem ser adoçados com açúcar, para que não ocorra a fermentação e a situação piore ainda mais.

Publicado por: Bianca Oliveira | agosto 3, 2008

LISTA DE NOME DE MENINA COMA LETRA{H}

Nomes
Origem
Significado
Haidê Grego Honrada, modesta
Hanna
Hebe Grego Juventude, mocidade
Helen Inglês Tocha, luz
Helena Grego
Heloísa Francês Guerreira famosa
Henriqueta Teutônico Príncesa poderosa
Hilda Teutônico Donzela de batalha
Hilma Teutônico Proteção, escudo
Hosana Hebraico Salve!
Publicado por: Bianca Oliveira | agosto 3, 2008

NOMES DE MENINO C\ A LETRA {H}

Nome
Origem
Significado
Hamílcar Púnico Graça de Hércules
Hamilton Inglês Aldeia fortificada, aldeia da montanha
Haroldo Escandinavo Chefe de exército, comandante de tropa
Harry Inglês Diminutivo de Henrique
Heitor Grego O que possui, possuidor, o guardador
Heleno Grego Personagem mitológico
Hélio Grego Sol
Henri Francês Príncipe poderoso
Henrique Teutônico Príncipe poderoso
Héracles Grego Filho de Hera
Heraldo Chefe de exército, comandante de tropa
Herbert Teutônico Combatente brilhante
Hércules Grego Fechar, cercar
Hermês Mensageiro, Deus do comércio
Hilário Latim Alegre
Hileano
Homero Grego Refém, segurança
Horácio Grego, latim Relativo às horas
Hosokawa Japonês Reservado
Humberto Germânico De inteligência brilhante
Hugo Teutônico Ajuizado
Publicado por: Bianca Oliveira | agosto 3, 2008

lembrancinha de maternidade em EVA

E.V.A

Lembrancinha de maternidade

Material:

Placa de E.V.A. Beje, Rosa

PVC ou Acetato transparente

Passamanaria

Pistola de cola quente

Cordão Rosa

Tesoura

Caneta

Modo de Fazer:

Material

1 Corte 1 molde de mamadeira no E.V.A. Rosa sem vazar.

2 Corte mais 1 molde Rosa e 2 Bejes.

3 Faça nestes 3, um vazado de coração ou outro desenho que desejar.

4 Cole o acetato por dentro em 1 molde beje.

5 Cole 3 moldes. Reserve o que colou o acetato.

6 Coloque as miçangas.

7 Cole por último o molde com acetato colado.

8 Cole a passamanaria em volta dos moldes colados.

9 Cole o cordão, em volta do coração.

10 Faça um laço com a sobra do cordão.

11 Escreva o nome da criança no alto da peça

Artesanato na rede

Publicado por: Bianca Oliveira | agosto 2, 2008

quadro p\ a porta da maternidade de EVA

Materiais: tinta relevo; tinta dimensional (nas cores amarelo, vermelho e verde); tinta acrílica (na cor amarelo ouro); moldura em madeira de 16 x 16 cm; letras em EVA com o nome do bebê e a palavra “cheguei”; retalhos de EVA (nas cores amarelo claro, amarelo médio e amarelo escuro; tesoura; cola branca; pincel nº14; lápis; compasso; papel Canson; fita adesiva grossa; moeda de 25 centavos.

Execução:

1 – Use o compasso para riscar uma circunferência com 3,5 cm de diâmetro no EVA amarelo escuro. Depois, corte o círculo ao meio para compor a base do carrinho;
2 – Repita o passo anterior com o EVA na cor amarelo médio. Em seguida, corte uma das partes ao meio para formar a parte superior do carrinho;
3 – Corte um triângulo medindo 2 cm de altura e 1 cm de base no EVA amarelo claro. Em seguida, corte 2 círculos com 1,3 cm de diâmetro para compor as rodas do carrinho. Para isso, você usa como molde a moeda de 25 centavos;
4 – Retire o fundo da moldura do quadro, corte o papel Canson com a mesma medida e cole;
5 – Aplique uma demão de tinta acrílica amarela na moldura do quadro com o pincel. Aguarde a secagem por 30 min. e repita este procedimento mais duas vezes para que a cor fique uniforme;
6 – Encaixe novamente o fundo da moldura do quadro e vede com a fita adesiva cubrindo toda a parte de trás da moldura para que fique bem firme;
7 – Agora, cole as rodas, a base e a parte superior do carrinho. Depois, cole o triângulo do lado direito para compor o puxador;
8 – Com a tinta relevo amarela, faça os detalhes das rodinhas. Aproveite e desenhe o sol;
9 – Em seguida, faça o gramado com a tinta relevo verde e as flores com a tinta relevo vermelha;
10 – Posicione a palavra “cheguei” na parte superior do quadro e o nome do bebê na parte inferior.

Passo a passo do quadrinho

Publicado por: Bianca Oliveira | julho 21, 2008

Recusar comida sólida

Bebo porque é líquido, se fosse sólido… não comeria! Passar da mamadeira para as primeiras papinhas e, depois, para a comida do dia-a-dia pode ser um processo complicado. Mudar nem sempre é fácil, mastigar dá trabalho, a criança resiste, dá canseira etc. Só que tem pais que se deixam abater na primeira sopinha cuspida. Tem gente que bate os legumes, põe na mamadeira e dá para a criança enquanto ela dorme. Para vencer o vício, tem de ter paciência e persistir. Em vez de bater a comida no liquidificador, amasse os legumes separadamente, para a criança ir conhecendo cada sabor e sentindo a textura. Siga a orientação do pediatra e respeite o desenvolvimento do seu filho: não adianta dar bife para uma criança que não tem capacidade de mastigá-lo… E resista: nada de substituir o almoço por mamadeira, por favor. Com o tempo, seu filho passa a comer tudo bem mastigadinho.

Older Posts »

Categorias